Lírio entre espinhos

Uma família católica buscando a santidade

O papel do homem no lar

Tempo de leitura: 3 minutos

Neste texto eu falarei sobre o papel do homem na família inspirado nas audiências públicas do Papa Pio XII, quando se dirigia aos recém-casados que iam à Roma em viagem de núpcias.

Protetor e provedor

A responsabilidade do homem para com a mulher e os filhos nasce em primeiro lugar nos deveres para conservação de suas vidas. Deveres que ele cumpre, na maior parte do tempo, pela profissão ou ofício. O trabalho dele deve prover aos seus uma casa e o alimento cotidiano, assegurar-lhes a subsistência e as vestimentas convenientes. A família deve sentir-se tranquila sob a proteção oferecida e dada pela previsão e atividade do homem.

Um homem pai de família não deve viver como se não a tivesse. A esperança de fácil fortuna muitas vezes nos vem à mente. A tentação de colocar tudo em risco em troca de uma fácil fortuna, para um pai de família, é preciso pensar com muita prudência sobre estes possíveis ganhos visto que, muitas vezes, colocam em risco a estabilidade e segurança da família.

Por isso sempre convém que ele, ao agir ou abster-se ao empreender ou arriscar, se pergunte sempre a si mesmo: será que posso assumir essa responsabilidade diante de minha família?

Testemunha de Cristo

Nós, homens cristãos, devemos ser sal na terra e luz no mundo! No nosso trabalho devemos ser distintos dos demais colegas. Na fidelidade, no exercício da profissão, na honestidade na qual superiores possam confiar cegamente, na retidão e integridade na conduta e na ação que faz ganhar a confiança de todos que lidam conosco. Esses laços são essenciais na vida social.

Um homem que se destaca na vida pública é uma honra para a esposa e para o filhos, especialmente quando ele o faz exatamente para honrar sua esposa e filhos e, é claro, a Deus!

No entanto, o homem nunca deve se esquecer o quão importante é testemunhar e guardar a esposa, a mãe de seus filhos, por atitudes e palavras, o respeito e estima que ela merece.

Auxílio à senhora do lar

Uma outra parte importante na perfeição da ocupação de esposo é, além de prover para a família através do trabalho, seja ele na usina, no campo, ou no escritório, é ajudar a sua esposa em tudo que puder dentro do lar que é o domínio dela. Como escrito na postagem sobre as pequenas virtudes, devemos sempre ajudar nossos próximos em seus próprios afazeres. Assim, o marido deve ajudar a esposa nos afazeres do lar quando este chega em casa, seja lavando a louça, cuidando das crianças, ou limpando o que for necessário.

Além disso, é essencial que cuidemos da manutenção do lar visto que esse tipo de serviço geralmente necessita de uma força física maior, que geralmente possuímos. Isso tudo é muito simples visto que, geralmente, comparado ao serviço que fazemos fora de casa, esses serviços podem ser considerados um descanso pois podemos fazê-los ao lado da amada esposa, ao lado dos filhos, ou até mesmo rezando o terço que é o que eu indico.

Um ponto importante é que façamos tudo isso sem criar caso ou alarde, pois não é mais do que nossa obrigação tendo em vista que a esposa passa o dia todo cuidando do lar, das crianças e preparando a casa para um convívio agradável e prazeroso.

Fazendo tudo isso nos tempos de normalidade ficaremos preparados para os tempos em que as coisas podem ficar um pouco mais complicadas. Alguns exemplos destes tempos difíceis são quando a mulher está grávida, quando acabou de ganhar um filho ou mesmo quando perdemos alguém na família. Em todos estes momentos um homem assume um papel ainda mais importante de fazer todos os afazeres do lar e ajudar a mulher a se recuperar para voltar ao ambiente normal no dia a dia.

Figura do Cristo

Nunca deixe que sua esposa ou seus filhos sejam maltratados por conta das dificuldades no trabalho. É muito comum para nós homens que fiquemos excessivamente preocupados com dificuldades no trabalho e com problemas financeiros, mas quando chegamos em casa não é hora de deixar isto para transparecer!

Amar é sacrificar-se e assim como sua esposa se sacrifica o dia todo para que a casa se torne um verdadeiro lar e, assim, os filhos vivam num ambiente cristão. Assim também devemos nos sacrificar quando chegamos do trabalho, mesmo que cansados, mesmo tendo tido um dia difícil, é hora de deixar tudo de lado e mostrar para sua esposa o quão grande é seu amor por ela! Aliás, é assim que os filhos, vendo o sacrifício de amor dos pais, aprenderão o verdadeiro sentido do amor e a beleza do matrimônio e da família como pensados por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Que o glorioso São José nos seja exemplo de chefe de família e guardião do lar para que possamos, como nos exorta São Paulo, amar nossas esposas como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela!

4 Comments

  1. O blog sempre com ótimos textos. Que Deus abençoe, e que vocês nunca parem de postar rsrs…

  2. Texto sensacional!!! Muito obrigado por ajudar-nos a alcançar o céu em nosso Chamado a derramar nosso sangue por nossas esposas.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*