Lírio entre espinhos

Uma família católica buscando a santidade

Você já ouviu falar sobre modéstia?

Tempo de leitura: 2 minutos

Você já parou para pensar sobre o modo como se comporta e se veste? Será que nossos gestos e vestuário dizem algo?

É certo que o uso de roupas não é algo que aconteceu acidentalmente. Desde o pecado original nós as usamos. Então, qual será a sua finalidade?

O uso das roupas varia, dentro de certos limites, com a cultura, o clima, a época, o ambiente, entre outros pormenores. Mas permanece sempre invariável quando o assunto é a pureza e a moral.

Será que você já parou para pensar de onde vêm as inspirações da moda que é apresentada nas lojas? Do estilo que uma sociedade veste? Como avaliar se essa moda está dentro da moral católica? E, mais ainda, você já parou para refletir sobre as roupas que compra e a moda que segue?

Se o assunto é moral, há preceitos irrevogáveis, mas também, outros que se adaptam. Dessa forma, será que há apenas uma única forma de se vestir que seja considerada modesta?

Se o assunto é pureza e castidade, a mesma forma de se vestir se aplica às solteiras e às casadas?

Quais são as desordens que estão por trás dos pecados ao se vestir? Quais virtudes regulam e orientam a consciência nesse assunto?

Você, mulher, sabe bem o que causa nos homens com a forma como se veste ou se comporta. Você já parou para pensar o que busca com isso?

Será que os mesmos direcionamentos valem para homens e mulheres?

E você, homem, acha prudente frequentar locais onde mulheres se vestem com o objetivo específico de levá-lo a pecar como praias, piscinas e academias?

Ainda há aqueles que chegam ao absurdo de exibir suas esposas como troféus exigindo delas que se mostrem usando roupas indecorosas!

E na hora de frequentar ambientes de banho ou de praticar esportes? Como se vestir?

Se o assunto é modéstia, será que a Igreja tem um conjunto de regras a ser aplicado?

Como ensinar a modéstia aos filhos? Opa.. será que já pensei que a imodéstia está diretamente relacionada à impureza e que “ai daqueles que escandalizarem um pequenino”? E que é dever grave dos pais guardar a pureza de seus filhos? Que tipo de roupas ando dando às minhas crianças?

Será que, levado pela moda, estou contribuindo para a sexualização precoce dos meus filhos?

Isso e muito mais traremos nos próximos posts. Por enquanto, reflita.

5 Comments

  1. Refletindo… e aguardarei ansiosa as próximas formações. Deus abençoe.

  2. Ansiosa pelos próximos post….

  3. Refletindo… A senhora poderia aproveitar o gancho e falar sobre a modéstia e o Ballet.

  4. Sander Pereira Paiva

    24 de janeiro de 2019 at 12:49

    Bravo. No aguardo da série de artigos que hão de vir sobre.

  5. Refletindo em todas as questões.
    Ansiosa para os próximos posts, certeza que serão esclarecedores.
    Obrigada!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado

*